Contactos

DOMOFORTE Soluções em Iluminação Natural

  • Pessoa de contato: Equipe Domoforte
  • Telefone: +55 (19) 3326-65-76
  • +55 (19) 99609-54-74
  • Skype: domoforte
  • Endereço postal: r.s carlos silva 321, Campinas, São Paulo, 13095-210, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

ventilação natural para arquitetura bioclimática

ventilação natural para arquitetura bioclimática

24/07/14

A importância da ventilação natural para arquitetura bioclimática 1 O uso da ventilação natural é um dos princípios básicos da arquitetura sustentável, ou da boa arquitetura, ao final o vento é um recurso natural, gratuito e renovável. O uso adequado desta fonte traz diversas vantagens para as edificações, mantendo a qualidade interna do ar pela troca constante, criando ambientes salubres e confortáveis, também reduzindo os gastos energéticos, principalmente a diminuição do uso de ar condicionado que é um dos principais consumidores de energia. Algumas técnicas para o uso da ventilação natural: – Ventilação Cruzada: A ventilação natural cruzada é usada em diferentes vãos de abertura em um ambiente, seja ela em elementos opostos ou adjacentes. É necessário identificar o vento predominante da região (frequência, direção e velocidade), pois a ventilação natural pode causar desconforto e resfriamento indesejado, caso não analisada adequadamente. O importante é permitir a entrada de ar fresco, seja por vão de abertura próxima ao piso, janelas, portas, empurrando o ar quente para outra parte com abertura como pátio, teto, claraboia, elemento vazado, torres de vento ou telhas de ventilação nas coberturas. – Torre de Vento: As torres de vento são uma ótima solução para essa troca de ar no ambiente interno, são adequadas para as casas de tijolos ou blocos, e muito utilizado na arquitetuta árabe. Funciona também quando não há brisa, pois a temperatura de dentro da torre é diferente do ar externo. O vento entra por um lado da torre e sai pelo outro, sugando o ar quente interno do ambiente, fazendo que o ar fresco entre por aberturas localizadas na parte inferior da edificação. Exemplos da utilização da ventilação natural na arquitetura contemporânea: João Figueiras Lima, o Lelé – O arquiteto brasileiro é um bom exemplo onde usa ventilação natural em suas obras, principalmente nos hospitais da rede Sara Kubitschek, localizado em algumas capitais do país, começando por Brasília em 1980. Utiliza-se de um sistema de ventilação onde o ar entra por galerias de tubulações em subsolo como condutores de ar fresco e passa pelas paredes dos quartos do hospital, ventilando os ambientes e, direcionado o ar quente contaminado pelas saídas superiores no telhado com formato de ondas (sheds). Nos hospitais evitaram os recursos de ventilação cruzada, para diminuir os riscos de propagação de infecções. O sistema utilizado é de fluxos verticais, onde a ventilação captada por cornetas mantém o ar permanentemente comprimido no interior das galerias. A distribuição do ar nos ambientes é feita através de pilares ou pequenos dutos verticais incorporados às divisões. Norman Foster – Um exemplo internacional é o projeto do Reichstag, parlamento alemão localizado em Berlin, que emprega uma cobertura para estabelecer a ventilação natural, através de um cone invertido, também utilizado para iluminação natural, localizado no centro da cúpula. O ar entra pela fachada principal e distribui pelo interior do edifício, eliminando através do cone pelo efeito chaminé, com uma abertura na extremidade, para eliminar o ar quente do interior do edifício. Normas técnicas: As normas técnicas que estabelecem os critérios para o conforto ambiental na construção de edificações brasileiras entraram em vigor somente em 2005, quando foram publicadas as primeiras legislações sobre o conforto térmico e iluminação natural. A NBR 15.220-3/2005 dispõe sobre as taxas de renovação do ar nas construções. Em 2010 foi lançada pela ABNT a Norma de Desempenho das Edificações, NBR 15.575, estabelecendo critérios de qualidade e durabilidade das construções habitacionais, como conforto ambiental e impacto ambiental. Artigo enviado pela Arquiteta Cristiane Nunes – MBA em Construções Sustentáveis pelo Inbec e Mestre em Arquitetura Sustentável pela Universitat Ramon Llull (Barcelona-Espanha); Fonte: Pensamento Verde A importância da ventilação natural para arquitetura bioclimática | SustentArqui – http://sustentarqui.com.br/dicas/importancia-da-ventilacao-natural-para-arquitetura-sustentavel/ Por favor, sempre faça referência à fonte de onde você está copiando.

Fonte: Fonte: Pensamento Verde A importância da ventilação natural para arquitetura bioclimática

Artigos anteriores
Arena Castelão, em Fortaleza (CE),LEED (Leadership in Energy and Environmental Design)
Arena Castelão, em Fortaleza (CE),LEED (Leadership in Energy and Environmental Design)

09/06/14

Arena Castelão, em Fortaleza (CE), foi o primeiro estádio a ser concluído para a Copa do Mundo, também o primeiro da América do Sul a receber a Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), desenvolvida pelo Conselho Americano de Edifícios Verdes (Green Building Council–USGBC).
A sustentabilidade das empresas da construção
A sustentabilidade das empresas da construção

28/04/14

A sustentabilidade das empresas da construção Roberto de Souza O mercado da construção no Brasil mudou de patamar nos últimos cinco anos. As empresas se capitalizaram, cresceram, diversificaram sua atuação e se profissionalizaram.
TELHADOS BRANCO
TELHADOS BRANCO

16/03/14

TELHADOS BRANCOS CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL